Retrospectiva 2011: um ano e muitas mudanças!

Pois é, queridos amigos! Venho através deste humilde blog fazer a Restrospectiva 2011. Do quê? Daquilo que eu tenho de mais importante: a minha vida! Hehehehe… E não venho apenas relembrar o que se passou. Vamos além! Quero compartilhar um pouco do que aprendi com estes momentos que vivi.

Afinal, mesmo que ninguém dê a menor importância para este post, não siginifica que ele seja inútil. Até porque, temos que nos lembrar que “somente os idiotas aprendem com os próprios erros; os inteligentes aprendem com os erros dos outros”. Então, vamos deixar de blá-blá-blá e vamos ao que é bom…

Se eu simplesmente fosse fazer uma comparação simples e direta, entre como entrei em 2011 e como estou saí dele, diria o seguinte. Estou mais magro, mais saúdavel, com mais tempo livre, com maior disponibilidade de horário, com uma vida mais estável e mais disposto a novas experiências. Em contrapartida, ganhei uma nova cicatriz no coração, sofri um acidente de moto, me preocupei mais, me desesperei mais e achei que o meu mundo tinha caído. Se tudo fosse simples assim, que em poucas palavras desse pra definir o que deu pra aprender nesse ano, eu diria que saúde é importante, amor é importante e que cair de moto dói pra cachorro.

Mas não é simples! Todas as conclusões são verdadeiras, mas são muito superficiais dentro de todas as lições capazes de serem extraídas destes momentos. E acho que o melhor a fazer, é dissecar o que aconteceu e aprender para que as coisas boas aconteçam mais vezes e evitar que sejamos protagonistas das coisas ruins.

Então, uma coisa que foi bem marcante esse ano foi o término da relação, tão bem adorada por mim (e por ela, espero) como nos registros que esse Botequim há de guardar. Não vou relatar o que aconteceu (mais uma vez). Simplesmente vou dizer o seguinte: eu acredito que teria dado certo. Ponto. Não deu, então, que droga! Levanta do chão, bate a poeira e vamos tocar a vida. E uma coisa que eu aprendi é que “Uma coisa é verdade: quem fica bem primeiro, e muito rápido, é porque já amava menos”. Amor é algo que quando se tem, passa por cima de tudo. Se em duas semanas deixou de “amar”, é porque não amava mesmo.

Enfim, esse assunto está encerrado, a bola do jogo não está comigo. Eu aprendi que se eu não tiver um tempo para esquecer, vou começar outra relação enganando duas pessoas: a mim e o meu futuro amor. Até porque, um amor não consegue curar outro, não, tá? Se acha que isso resolve, talvez você tenha entrado numa relação enganando o seu parceiro. Melhor estar 100% e já ter superado o antigo amor. Não importa que demore, afinal apressado come cru e quente! Hehehehe…

Outra coisa bem marcante em 2011 foi a minha entrada, de fato, no mundo profissional. Antes eu trabalhava e estagiava, mas era totalmente diferente. Eu era professor de curso de inglês, monitor de laboratório na faculdade e depois fui estagiar na área de pesquisa. A diferença entre o tempo de hoje e o passado é a responsabilidade e a carga horária. Antes, duas a três horas como professor de inglês, e no máximo 6 horas como estagiário. Vivia sempre muito cansado por causa das aulas da faculdade, mas a minha responsabilidade era bem menor. Hoje em dia, trabalho em fábrica, na área de vendas, e vejo que tenho certa importância dentro do ambiente de trabalho. Acordo todos os dias de manhã disposto a fazer um bom serviço. Fui um felizardo em sair da faculdade empregado! :-D

Um ponto que merece destaque é a conclusão do ensino superior. Além de diplomado, feliz da vida, possuo até título… Quase um nobre! Hehehehe… Mas o melhor de tudo foi terminar a faculdade com uma excelente nota no Projeto Final: 9,7 (nove vírgula sete). Sei que existem algumas faculdades que são bem tranquilas, e notas 9 ou mais são bem comuns, inclusive 10. Mas na minha faculdade, em especial no meu curso, as coisas não são assim. Normalmente, quem passa com nota 6 a 7, já se acha um felizardo. Um 8 também é bem comemorado. Imaginem um 9,7!

Por último, acho que a lição que tiro é que uma pessoa não define quem você é: ela mostra o seu verdadeiro eu pra você mesmo. Curti mesmo saber que gosto de me relacionar com as pessoas, e saber que não são todos que vão estar com você nos seus dias ruins. A maioria vai passar longe, e algumas pessoas vão ser uma decepção. Mas o importante é que você esteve junto das pessoas nos dias ruins dela, se sacrificou, se empenhou. Pode até parecer que quem saiu ganhando foi a pessoa idolatrada, mas na realidade, quem faz isso tudo por alguém mostra que não está pra brincadeiras. Quando a coisa ficou séria, pulou fora? Melhor! Preciso de pessoas que quando digam “pra sempre” (ou afirmem contigo 799 anos + prorrogação) estejam prontas para fazer valer as palavras, pois amamos mais pelo que fazemos do que pelo que falamos. E uma coisa é certa: não sou eu quem vai passar por estes momentos novamente! :D

Antes de encerrar, uma nota que merece destaque, e que eu aprendi na prática, é: Nunca resolva assuntos importantes, em especial os interpessoais, pela internet ou telefone. A palavra escrita num chat, sai sem intonação e conotação. Fica apenas a denotação, o entendimento do outro. Por isso, resolver assuntos importantes devem ser sempre presencialmente!

Foi um post grande, mas enquanto ele está sendo publicado, espero que nós estejamos curtindo o dia 1º de janeiro muito bem!

Adamastor, pega aquele espumante que tava escondido debaixo do balcão e serve todo mundo!

Feliz Ano Novo!

Beijos&Abraços, Nando.

About these ads

Uma resposta para “Retrospectiva 2011: um ano e muitas mudanças!

  1. Pingback: Considerações de Aniversário: 3ª Edição | Botequim Virtual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s