E chega a sua vez, Rubinho…

Barrichello GP Monza

Rubinho comemorando a merecida vitória...

Os fãs de Fórmula 1 viram hoje um show de corrida. Em minha opinião foi a melhor corrida do ano, com muitas ultrapassagens, disputas de posição e algumas conclusões sobre Trulli, Fisichella, Sutil, Hamilton e, é claro, o Rubinho.

Viva! O Rubinho venceu o GP de hoje, conquistando a 2ª vitória na temporada. Pela primeira vez, ele tem uma real chance de conquistar o título.

E na corrida, apostou em apenas uma parada e mostrou porque ele é dono do recorde oficial da pista (1:21.046).

Ok, o Rubinho não é o Senna, mas ele é um excelente piloto. E a Brawn acertou em cheio no carro. Essa combinação piloto-carro tem sido o divisor de águas entre vencer e perder (ou entre cruzar a linha de chegada ou bater).

Além de passar a disputar o título com o seu companheiro de equipe, Button, Rubinho tem passado por um excelente período profissional.

Mas muita coisa aconteceu hoje. A primeira conclusão depois da corrida é que o Fisichella provou a sua falta de habilidade. Quando tava na Renault reclamava que o problema era o carro. Voltou o Alonso pra provar o seu erro. Na Force India falava do processo de desenvolvimento que faltava ao carro. Quando conseguiu os primeiros pontos em 2009 (na verdade um belo 2º lugar), andou lá trás com o seu recém-contrato com a Ferrari. Provou ser melhor apenas que o Baduer (primeiro substituto do Massa).

Pra piorar, o Sutil quase conseguiu a pole (o Hamilton tirou no último segundo) e chegou em 4º lugar, provando que o problema do Fisichellla não era o carro. Se Sutil mantiver esse desempenho, terá um futuro garantido na F-1.

Já Trulli mostrou que domina o carro na brita. O problema que não foi apresentado o pedal de freio a ele, proporcionando disputas de curvas (que ele foi pra brita mostrar habilidade) e tocando o carro do Nakajima. Realmente, ele é a “chicane-móvel” da F-1.

Pra concluir, Hamilton, o cara que se acha o melhor piloto, mostrou que ainda é moleque. Quando, na 3ª posição, apertava o ritmo na última volta pra tentar ultrapassar o Button, tocou na zebra, perdeu a traseira e bateu feio com o carro. A sua falta de controle emocional fez ele perder o título. Além do mais, ele já não é muito querido meu desde quando fez uma autobiografia com apenas 22 anos. Claro que em menos de 1 mês o livro caiu de 30 dólares para míseros 2 dólares. Isso que dá ter ego!

Beijos&Abraços,

Nando.

Anúncios

3 Respostas para “E chega a sua vez, Rubinho…

  1. Se é pra chutar o balde, deixa comigo!

    Já começo rebatendo a frase “Rubinho vive um grande momento”. Pra mim, a F-1 vive um PÉSSIMO momento…

    Aliás, esse ano parece ser o ano da F-1. O tanto de polêmicas e de escândalos envolvendo escuderias, pilotos e até mesmo a prórpia FIA é de deixar qualquer político do Congresso com vergonha alheia!

    Sério mesmo, nunca imaginei que as grandes manchetes automobilísticas fossem envolvem chantagens, armações, fofocas envolvendo sexualiade de piloto e birrinha de grandes equipes de fazer as coisas como bem entendem….

    Senna, se já andava chateado em 94 estaria agora de malas prontas pra voltar ao kart, no mínimo…

    falar em Rubinho acho engraçado ele declarar que “não merece estar no esporte que se sujeita”…logo ele, que se sujeitou a frear pra dar passagem pro alemão em um GP…

    é…falei demais…garçon, desce uma Original BEM gelada!

  2. Outra Sambadinha! (parece mais um ataque epiletico mas deixa pra la heheh). Acho muito legal o Rubinho vencer nessa altura da carreira, não vou dizer que acredito nele pra campeão, apesar de achar que até merece.

    Mesmo assim a vitoria é muito bem vinda depois de tudo que ele ja enfrentou na F1, principalmente com o Schumacher.

    Pena que essa vitoria so desvia um pouquinho a atenção para o novo escandalo desse ano, parece que agora virou mania ter escandalos todo o ano. E o Nelsinho, é bom começar a administrar a empresa do pai pq automobilismo acabou. A não ser uma vaga na nossa patetica Stock Car Brasil.

    Outro que ja deve tar triste a essa ahora é o dono da Force India, que so volta a andar na frente no ano que vem.

    Hamilton seguiu a filosofia primeiro ou nada, e preferiu o nada!

    Bom é isso ai,
    Bandeira Quadriculada!

    Que Venha Cingapura, de preferencia sem o Galvão que ninguem aguenta!

  3. Gerivaldo Oliveira

    Infelizmente não conheço F-1… Mas, aproveito para deixar um abraço a todos e tomar uma saidera.

    Vai Rubinho!!! Acho que agora vou parar de te zuar…

    Abraços

    Gerivaldo Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s