Terminei meu namoro secreto!

Boa noite parceiros de copo…

Sei que normalmente os papos do botequim falando sobre amor são raros. Mas precisava dividir uma data importante com vocês:

Eu terminei meu namoro mais duradouro faz dois meses.

Nos paqueravamos desde que eu nasci, logo quando sai da maternidade. A moça era amante do meu pai a muitos e muitos anos, já vivia lá em casa. Minha mãe nunca gostou muito dela, óbvio! Quando eu era garoto, tipo 14, 15 anos,  sai pra algumas noitadas com ela. Era muito maneiro… ela com aqueles lindos cabelos ruivos, vívidos como fogo da paixão. Resisti por muito tempo aos seus encantos, afinal era amante do meu pai, seria sacanagem com a família.

Quando em 2003 meu pai finalmente a abandonou, eu entrei em cena! Garotão, menino carioca… rapidamente cai nas tentações da ruiva mais gostossa que eu já havia beijado. Mas como tinha uma namorada de quem gostava muito, quase nunca me encontrava com ela. Bom, depois de quatro anos nos encontrando as escondidas… finalmente pudemos assumir nossa paixão. E foi tudo muito intenso… Como eram boas as tardes e as noites ao lado dela… nos pegando escondidos no corredor do prédio, nos banheiros das boates, no meu carro.

Passamos muito tempos juntos. Minha mãe vivia desconfiada que eu estava pegando a ex-amante do meu pai, claro negava sempre: – Jamais, cê tá maluca!

Enfim, como todos os relacionamentos em que uma das partes se prejudica mais… o amor acabou. Deixei de gostar dela definitivamente. Nesses dois messes confesso que nos encontramos por acaso, eu estava bebado! Mas mandei ela me esquecer, não tem mais volta, eu não a quero mais. Além de velha e fora de moda o cheiro dela já não me agrada. VELHA FEDIDA! Vai pegar outro garotão trouxa, que eu já sai das tuas garrras.

E em homenagem a essa data importante resolvi publicar um poema que fiz para essa ruiva enquanto ainda era apaixonado por ela…

Como já disse o amor acabou, mas achei um papel de fichário no meu quarto  com o seguinte texto e lembrei da história que acabei de contar… pra quem ainda não percebeu quem ela era eu conto depois do poema, que por sinal estará depois dos dois pontos na linha debaixo:

“A Ruiva

A cada suspiro

Sinto seu cheiro

A cada sopro

Me vem seu gosto

A cada rima

Piora minha sina

Branca e Ruiva

Muda minha vida!

Te sinto na roupa

O perfume destoa

Com você o pensamento voa

Você me traz paz

Você não faz mais

Do que tem a fazer

Eu pago a mais

Eu corro atrás

Só pra me queimar em você

Eu sempre quero mais

Você é incapaz

De me negar uma noite de prazer…”

Eu gostava de fumar, parei por que não gosto mais. Não faz sentido queimar meu pulmão à toa, estou me sentindo melhor em muitos aspectos, recomendo a todos os fumantes que se libertem das suas ruivas vorazes!

Baixin! Mais uma original gelada!

Abs Felipe Augusto

Anúncios

5 Respostas para “Terminei meu namoro secreto!

  1. Gerivaldo Oliveira

    Parabéns Felipe!

    Texto muito gostoso de ler… Uma digna crônica mesmo! Eu tô pegando essa moça aí…

  2. Felipe Augusto

    Abandona ela logo cara! É o melhor a se fazer!

  3. Hahahaha! Muito bom!

    Adorei este post meio enigmático. Digno de grandes autores!

    Parabéns pelo texto Fil! E parabéns pela força de vontade em parar de fumar!

  4. adorei fil, parabens
    pelo texto e por ter força de vontade sufuciente para parar de fumar!

  5. Adorei esse post!!! Parabéns, Fill!!!

    Fico feliz de vc ter conseguido terminar esse relacionamento horrível!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s