Educação pública e luta dos professores

A luta por uma Educação pública de qualidade não é só dos professores. Não pode e não deve ser somente dos professores. As reivindicações e ações manifestativas dos professores do Estado do Rio de Janeiro e demais municípios. Devem ser apoiadas por toda a Sociedade. Essa luta é para que os filhos do povo tenham Educação de qualidade e possam assim, juntamente com apoio de  seus pais e da comunidade, acessar postos de trabalho, desenvolver tecnologias e ingressar nas faculdades públicas. As faculdades públicas estão lotadas de ricos e as faculdades privadas recheadas de alunos de classe média baixa que poderiam ter acesso às faculdades públicas.

O que me chama atenção é que os movimentos de Greve de Professores estão eclodindo por todo o Estado do Rio de Janeiro e demais cidades brasileiras. Será que nós, membros da população, nunca iremos perceber que alguma coisa deve estar realmente errada com o modo que os Governos estão gerindo seus sistemas educacionais?

Outro fator que me preocupa é a população não demonstrar interesse e apoio à Greve dos professores. Basta prestarmos atenção à quantidade de fitas vermelhas que os proprietários de automóveis afixaram em seus veículos. Então eu pergunto: Quantas fitas pretas você viu? (Os professores do Estado do Rio de Janeiro adotaram a cor preta para a sua luta e greve. SOS EDUCAÇÃO EM GREVE) –Eu não vi nem cinco fitas pretas!

O grande problema é que sem o apoio da população eu chego a conclusão que a luta dos professores  será sempre em vão. A mídia se coloca contra as manifestações e contra a greve. A verdade é que a greve é irritante para o Governo, pois os filhos de seus eleitores estão em casa, sem fazer nada, importunando os pais. Logo, seus eleitores ficarão insatisfeitos. O governo não vê o aluno como tal, ele o vê como um filho de eleitor. Enxerga o aluno como número.

Os alunos estão saindo da oitava série (ou 9ºano) sem saber interpretar um texto. Ou seja, ler e saber o que está lendo. O que será dessa juventude? O que farão? O Brasil será entregue à mão-de-obra especializada estrangeira e esse será o primeiro passo para a perda de nossa Soberania e assim deveremos estar preparados para perder nossas riquezas naturais e liberdade.

Obrigado a todos que lerem até o final…

Gerivaldo Oliveira

Professor de Geografia

Anúncios

Uma resposta para “Educação pública e luta dos professores

  1. Um problema que sempre comentei é que a classe dos professores é desunida e tem amor pela educação. Estes dois fatores juntos fazem com que qualquer manifestação não tenha muita duração.

    1- A desunião faz com que cada um queira uma coisa e reaja às situações de forma distinta. Assim, fica fácil saber que aumento de R$ 10 é melhor pra uns, que aceitam qualquer coisa, do que pra outros. E a manifestação se racha.

    2- O amor pela educação faz com que os professores tenham medo da longa greve pois acham que estarão causando um mal a sociedade. Mas se o motivo é melhora de condição, talvez seja melhor manter a educação como refém e realmente manter a greve. Desde que todos os professores tenham aderido a ela (senão, ferrou de vez).

    Outra coisa é a duração. Certas coisas pra darem certo tem que ser logo. Se demorar muito a novela das 8 fica mais interessante.

    Beijos&Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s