Considerações de Aniversário: 3ª Edição

Pois é, Adamastor. Pela 3ª vez consecutiva, estou escrevendo sobre o meu aniversário. Incrível! Se eu pudesse afirmar algo é de que Deus é prega peças na minha vida. Acho que as edições anteriores fizeram bonitas afirmações (vide Reflexões de Aniversário e Considerações de Aniversário), mas novamente a minha vida não pode descrita como uma função do tipo f(x)=ax+b. Tá mais pra f(x)=a*cos(x)+b. Hehehehe…

Enfim, acho que este ano, já falei demais e coloquei meu coração e meus pensamentos em outros momentos (vide Retrospectiva 2011: um ano e muitas mudanças e Considerações do Rock in Rio). Somente percebi agora, que o meu último ano no Botequim se resumiu a estes posts. Isso comprova que sempre precisamos de um porto seguro, seja lá onde ele for. De qualquer forma, este post será bem diferente e atípico. Estive elaborando ele há algum tempo e vou tentar realizá-lo com proeza. Ao final, volto a comentar.

“Ser ou não ser, eis a questão.” “Se não podes ser o que és, sê com sinceridade o que podes.” Afinal, “A maneira mais fácil e mais segura de vivermos honradamente, consiste em sermos, na realidade, o que parecemos ser.” Já que “A vida é mais simples do que a gente pensa; basta aceitar o impossível, dispensar o indispensável e suportar o intolerável.”

Creio que “A vida só pode ser compreendida olhando-se para trás; mas só pode ser vivida olhando-se para frente.” Porém, “Uma vida não questionada não merece ser vivida.” E “Quando todos pensam o mesmo, ninguém está pensando.” Por isso, “Pensa como pensam os sábios, mas fala como falam as pessoas simples.” “Pensar apenas ou desejar somente nunca levou ninguém a lugar nenhum. É necessária também a ação.” Assim, “Agirei como se minhas ações fizessem alguma diferença.” “Ainda que os teus passos pareçam inúteis, vai abrindo caminhos, como a água que desce cantando da montanha. Outros te seguirão.”

Já que “Conheço muitos que não puderam quando queriam porque não fizeram quando podiam.” Por isso, sei que “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido. Não na vitória propriamente dita.” E que “Os primeiros quarenta anos de vida nos dão o texto: os trinta seguintes, o comentário.” Pois “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”

Espero que esta pequena compilação faça sentido a vocês, da mesma forma que faz sentido para mim. Como fica claro, não escrevi este texto. Apenas compilei os pensamentos dos grandíssimos eternos William Shakespeare, Ibsen, Sócrates, Kathleen Norris, Soren Kierkegaard, Platão, Walter Lippmann, Aristóteles, William James, Antoine de Saint-Exupéry, François Rabelais, Schopenhauer e Fernando Pessoa.

Adamastor, traz o bolo que tá na hora de cantar o Parabéns!

Beijos&Abraços, Nando.

Anúncios

2 Respostas para “Considerações de Aniversário: 3ª Edição

  1. Uma personalidade que completou mais um ano de existência ontem. Um amigo de longas datas. Um Irmão mais velho. Uma alegria tê-lo como amigo. Aproveito para além de parabenizá-lo reafirmar a importância de nossa amizade para mim.

  2. Gegê, muitíssimo obrigado pelo carinho! Eu que agradeço a sua presença na minha vida!

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s