Dos relacionamentos…

-Hungh – ele tentando mexer o nariz na tentativa de uma careta.
-Hahaha… Olha isso – ela envesgando os olhos enquanto fazia biquinho.
-Hehehe – enquanto ele pensava que ela era linda de qualquer jeito.

Se conheceram numa dessas ocasiões do amigo da namorada do amigo. Já tinham se cruzado antes e trocado poucas palavras. Mas nunca tinham feito caretas um para o outro.

-Ei – ele belisca ela já que não consegue fazer outro tipo de careta.
-Aaaii – ela belisca ele, mais forte e no seu estepe – Po, forte assim não vale.
-Nem foi forte. Quando for pra machucar te aviso. Hahaha.

Mesmo assim, a risada dela era linda. Na opinião dele, ela era linda de qualquer jeito. Mesmo reclamando dos quilinhos, que ele não via, a mais. Mas o quê dela era o olhar. Não tinha visto olhar mais bonito e profundo. Ou já?

-Pof – ela empurrava ele com o cotovelo.
-Ah é assim, é? – e ele empurrava de volta.

Trocaram caretas, sorrisos, beliscões e empurrões. Pareciam duas crianças, felizes. Não lhes importava os diplomas e as pós. Estavam sendo eles mais que qualquer currículo pudesse descrever.

-É assim, ó – ela ensinando um jogo de destreza.
-Droga! – ele totalmente sem jeito e absolutamente encantado.
-Calma que eu te ajudo – e ela pegava na mão dele.
-Droga – ele já errando de prósito para que ela sempre o pegasse pela mão.

Curtiram o resto do tempo que tiveram juntos. O que inviabilizava sempre era a distância, física e não emocional, que havia entre eles. No final perguntou:

-E ae, rola? – por ele, sim.
-Hum! – por ela, talvez.

Anúncios

3 Respostas para “Dos relacionamentos…

  1. Este post foi bem diferente do habitual… Sem Adamastor, sem pedidos no final…

    Mas espero que tenham curtido… Foi tipo um lampejo, uma inspiração que veio… Uma crônica pra mudar um pouco o ar deste Botequim…

    Beijos&Abraços!

  2. Gerivaldo Oliveira

    Gostei muito! A crônica tem uma legitimidade inegável. Ela representa uma inspiração de uma parte do dia de quem a escreve. Ela permite que os leitores compartilhem do sentimento daquele momento do indivíduo que escreveu.

    Abraço a todos!

  3. Felipe Augusto

    Ahhhh… como é bom estar apaixonado! hehehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s