E chegou o fim do mundo!

Queria poder acordar e dizer “bom dia!”
Mas o dia não está mais lá
Queria poder dizer “Feliz Aniversário”
Mas você não está por cá

Algo me impede, neste momento de ser Feliz
Então, para bens, é só o que se diz
Tentando preencher com palavras
O vazio existente entre nossas almas

Não que este vazio dependa de mim
Ou você, entretanto mantemos ele
Como se fosse importante a mim
Ou a ti, impotentes nele

Desejaria não ter coração de poeta
A mente sempre alerta
Sorriso de criança
E você na lembrança

Não, essas coisas parecem me prejudicar
Antes mesmo do dia raiar
Apesar de serem as preferidas
São sempre preteridas

A outros olhares
A outros corpos

Estes dias passados não tem sido simples
Alguns olhares me cativam
Mas meu olhar a ninguém cativa

Estes dias não tem sido lógicos
Meu olhar cativa
Mas meus olhos não se focam

Trocaria esta vontade louca de pensar sem parar
Por uma vontade louca de ignorar sem parar
O lógico, o correto
Só pra mudar o verbo

É difícil fingir que não me lembro
Apesar de tentar sempre olhar adiante
A sua imagem me invade neste instante
E o velho tique-taque diz “tem tempo”

Pode ser que hoje
O mundo não acabe, de fato
E o tempo forje
Aquele sentimento, do retrato

Por isso, não espero conquistar novos corações
Reconquistar velhos amores e decepções
Espero sim, poder finalmente poder deitar
E não fingir mais não pensar

E se o fim do mundo não chegar, enfim
Direi, “sobrevivi”, a mim
Mesmo que falar seja mais fácil que fazer
Sobreviver não é o mesmo que viver

Nando – 20/11/2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s