Arquivo da categoria: Internet

A importância de se voluntariar por um mundo melhor…


excesso de informaçãoEm meio a tantas discussões sobre o futuro mundial, casamento gay, igualdades de gênero, fim da corrupção, erradicação da fome no mundo, ameaça de extinção de várias espécies (incluindo a humana), fica claro que a civilização ocidental, baseada no pensamento grego, permanece intacta, isto é, muitos se utilizam de sofismos para chegar a conclusões nada razoáveis. A primeira evidência da nossa imobilidade cultural, em minha humilde observação, é de que a maioria das pessoas confundiu o processo de globalização, lecionado por professores na transição do século XX para XXI, como o advento e uso da internet. Apesar da internet favorecer o processo, ela é ferramenta, parte do processo, e não o processo em si. Continuar lendo

Anúncios

Favores demais…


favoresOntem, meu amigo me falou pra entrar num blog muito engraçado. Basicamente, o blog guarda alguns causos de pessoas que pedem serviços profissionais de criação de arte (designer gráfico) e não querem pagar.

Muito engraçado mesmo o blog, que coloca as histórias a partir do momento em que o orçamento profissional vira um pedido de favor. E o pior são as justificativas que as pessoas usam, aumentar os contatos para futuros trabalhos remunerados, trocar por produtos de sua loja e até prometendo parte na venda dos livros quando eles deslancharem. Continuar lendo

E-mail, Facebook e outras formas de comunicação


Opa! Antes que você pense que “este é mais um post genérico, vazio e inócuo”, você está enganado. Em parte, pelo menos. O que quero passar é sobre um assunto que venho pensando há um tempo: comunicação! Sei que já pensei e escrevi sobre isso antes. E o mundo como vivemos hoje em dia, faz e refaz a forma como nos comunicamos a cada segundo. Vivo esta transformação em várias esferas da minha vida: pessoal, profissional, escotismo, hobby…

Enfim, vejo atualmente que temos cada vez mais ferramentas e meios de nos comunicar. No entanto, poucos de fato sabem como utilizar as ferramentas de forma adequada. Quero dizer com isso, que muitas das vezes, certas informações são mais adequadas a determinado tipo de ferramenta. Será que você sabe se comunicar direito? Continuar lendo

Google+: Muito +Você…


Pois é galerinha. Desde que a internet é ficou mais acessível às massas (de pessoas e não de pizzas), redes sociais vem surgindo e decaindo. Desde os primórdios, em que a comunicação on-line era baseada apenas em bate-papos e salas de IRC (se você não sabe o que é isso, provavelmente não usou a internet no seu início ou tá bem novinho ainda), e claro, na sua capacidade de acreditar em alguém cujo o nick fosse Gatinho_Manho$o_rj, até os dias de hoje, tivemos um crescimento na demanda por redes sociais.

O objetivo destas redes: reunir pessoas para conhecer mais pessoas baseados nos seus gostos, preferências e afinidades. Claro que muitos já eram amigos na vida real, mas sempre tem um ou outro que a gente só conhece on-line. Enfim, como o ser humano sempre buscou contato e troca de ideias, as redes sociais foram aquela “sacada” que faltava para atrair e viciar as pessoas na internet. Afinal, não existe nada mais legal do que fuxicar a vida do outro. Continuar lendo

A Twitada do Século


twitterComo o título bem fala (e essa imagem não deixa dúvidas), vou falar um pouco do twitter. Muitos devem estar pensando “mas com esse tempo de atraso?”… Sim, mas não vou ficar apenas dizendo que o twitter é isso ou aquilo outro. Tentaremos chegar e comentar outras soluções para o mesmo problema: comunicação.

O Twitter sem sombra de dúvidas revolucionou a internet. Em 140 caracteres, ou menos, a pessoa deve ser capaz de transmitir a sua idéia (mesmo que não seja muito boa). Isso é um baita reflexo do mundo em que vivemos. O mundo exige que sejamos cada vez mais sucintos. Continuar lendo

SPAM: Culpa sua!


spam

Olhe você, se não tomar conta...

O título tá meio forte, mas não é nada pessoal…

É incrível! Parece que a internet fez com que as pessoas pensassem menos nas informações que repassam. Hoje em dia, parece que para um e-mail virar corrente, basta colocar a seguinte declaração ao final:

“Não é trote! Funciona mesmo! Basta enviar para 15 pessoas, senão você vai perder essa mamata!”

Claro que pode estar escrito de outras formas, mas basicamente é dizendo que ele é de verdade e que se você não enviar pra todos os seus amigos, você (que já não tava ganhando nada mesmo) vai perder.

Continuar lendo