Eu vs Você

Eu não sou bonito. Eu não sou independente. Eu não sou nada, perto daquilo que os outros são. Afinal, quem sou Eu se Você me diz que não sou nada? Como posso ser Eu, se tem sempre Você que me impede?

Claro, aos olhos dos outros nunca seremos bonitos, legais, ecléticos, ou independentes o suficiente. Aos outros olhos, sempre teremos algum problema, e problema é o substantivo que os outros adoram. No entanto, somos menos bonitos, ecléticos, legais ou independentes em relação a quê? Qual é essa grande relação que Você enxerga e Eu não? Qual esse grande mistério que é claro a Você mas a Mim não? É obvio! Você é o olho que tudo vê, certo? Não!?

Não!? Como não? Você praticamente dita a minha vida para que eu seja mais bonito, legal, independente e eclético. Como Você não sabe de tudo? Ah! Você só sabe do que é bom pra Mim!

Que besteira! Você dizendo os meus erros. Por quê? Nunca Lhe passou pela cabeça que Você possa estar errado? E aí? O prejuízo é Meu e não Seu? Bom, já vi que não vale a pena escutar o que Você está falando. Afinal, fala como se me conhecesse. Todavia, se me conhecesse de fato, saberia que não sou tão errado assim. É, talvez os Seus parâmetros estejam errados. E se Você estiver errado, Eu tenho mais do que obrigação em Lhe confessar o Seu erro. E sabe de uma coisa? Você está errado!

Neste mundo onde queremos a identidade, a individualidade, aparece Você pra Me tornar igual a Você. Igual não! Um pouco pior, de modo que possam olhar pra Mim e ver que Você é a estrela. A estrela de que, eu não sei.

Pensei em algo estranho agora. E se tiver uma estrela mais brilhante que Você? O que Você faz? Ignora? Faz calúnias? Ou dá conselhos como você deu a Mim? Ei! Talvez Eu seja uma estrela mais brilhante que Você! E Você só quis até agora o Meu lugar! Toma, pode ficar. Não vou ditar como deve-se ver daí. Eu estou tentando sair desse lugar e Você tentando tomar, certo? Não!?

Então, qual a sua motivação? Será que eu não posso ser bonito à minha moda? Ser eclético, independente ou legal à minha moda? Por que eu devo seguir o Seu padrão? Só por que você teve uns dias piores que os Meus, isso qualifica Você como melhor do que Eu? E daí se Meus dias foram maravilhosos? Sempre achei que a meta de vida era essa, ter dias maravilhosos.

Mas ainda não posso dizer com certeza por que Você faz isso pra mim. Mesmo assim, aqui vai chute. Será que a sua vida é tão boa assim? Se é, basta vivê-la sempre assim que ela naturalmente será um exemplo. Mas o Meu medo é caso ela não seja. Fico imaginando se Você realmente fala mal de Mim e da Minha vida para torná-la melhor. Ou se falando mal assim, ninguém vai perceber como Você é feio. Como Você é ortodoxo. Como Você é chato. E como Você é dependente. Mas não se preocupe. Você ainda é bem vindo para Me conhecer melhor. Talvez Eu nunca conheça a Mim mesmo bem, dirás Você.

Então não se preocupe. Se Você errou ainda pode corrigir. Senão “Aquilo que não tem remédio, remediado está”.

Fernando Araujo Hofmeister
Rio, 09 de Setembro de 2005

Anúncios

Uma resposta para “Eu vs Você

  1. Pingback: Dia 3: Eu vs Você | Botequim Virtual

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s