O Futuro Passado

O que é o tempo? O que é isto que nós vivemos? Parece algo que nos prende, e ao mesmo tempo nos solta. Não digo da contagem de anos, mas sim de sentir o tempo passar. Será que o futuro já existe, ou podemos mudá-lo?

Como diria um bom amigo, “passado é perfeito”. Segundo ele porque algo que já aconteceu e não pode mudar. Mas esse passado já foi presente, e futuro, de muita gente. Como que pode ser perfeito se o nosso futuro é imperfeito? Para mim, o passado é como um quadro de bilhões de reais: você aprecia, se comove, acha defeitos, porém, mesmo que tivesse a oportunidade de alterá-lo, você não se atreveria. Pode ser que após a alteração, não seja a mesma pintura, a mesma emoção.

“O pior já passou”. Esta frase é típica para acalmar pessoas em situações histéricas, mas nem sempre correta. Não pelo fato de saber se esse era realmente o pior, mas sim por achar que a situação foi ruim. Sempre penso assim: por pior que as situações possam parecer, são elas que nos fazem crescer. Claro que você pode crescer tanto quanto lendo um bom livro ou ouvindo um bom conselho, mas às vezes a imprudência é tanta que é melhor aprender pelos erros. Se você nunca tivesse andado na chuva descalço se divertindo, você não saberia que poderia se resfriar. Poderia ouvir os seus pais, mas nós precisamos confirmar velhos conselhos.

Já o futuro, como dito anteriormente, é imperfeito devido a diversos fatores, como por exemplo, às diferenças de crenças. Há os que crêem que o futuro se constrói agora, enquanto outros dizem que o destino existe já feito e projetado. Discordando ambas as opiniões, e juntando o melhor de cada uma, cheguei à conclusão de que tudo é inevitável. Se você prefere a primeira tese, pense assim: você não poderá voltar no tempo para ver se mudando algo a sua vida seria diferente. Já se você prefere a segunda tese, pense: como que alguém que não se esforçou na vida pode ser uma pessoa de sucesso? Provavelmente a inevitabilidade do presente (de ser alguém esforçado) tenha lhe proporcionado uma ótima carreira.

O presente é o mais difícil de definir, já que o presente é um instante. Seria um segundo, um décimo ou um milésimo? Bem, depende da situação. Talvez você viva o mesmo presente há 5 anos, enquanto o seu amigo vive um presente novo a cada segundo. Provavelmente a melhor maneira de diferenciar o presente do passado e do futuro, seja pensando em sua vida. Quando sentes saudade de um momento, este é o passado. Quando sentes que algo maior está vindo, esse pode ser o seu futuro. Mas quando não sentes saudades, nem algo que está vindo, com certeza estarás vivendo aquilo que você se reservou.

Fernando Araujo Hofmeister
Rio, 12-02-2004

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s